Century of Self (2002) – Século do Ego

1
08:34

 

(Grã-Bretanha, 2002 - Direção:Adam Curtis)
Documentário da BBC "The Century of the Self" descreve a irônica jornada de como a revolução de psicoterapeutas e filósofos nos anos 60 e 70 contra as ideias de Freud sobre o inconsciente (usadas pelo mundo do Marketing Publicidade e Governos para fins de manipulação) resultou no oposto: o surgimento do sujeito fractal, vulnerável, isolado e, acima de tudo, ganancioso.


Comentários de psicologiadospsicologos.blogspot.com: Descobri no Youtube esta pérola: o documentário "Century of the self" (Inglaterra, 2002), do diretor Adam Curtis, sobre a utilização das idéias freudianas na manipulação das massas. Excelente! Este polêmico documentário é dividido em 4 episódios:

(1) Máquinas de felicidade; (2) Engenharia do consenso; (3) Há um policial dentro de nossas cabeças. Ele deve ser destruído; (4) Oito pessoas bebericando vinho em kettering. Cada epsódio dividido em quatro ou cinco partes, todos legendados e com duração total de cerca de 240 minutos.

 

 

dOCVERDADE lINK

1 comentários:

0 comentários:

PLAGICOMBINAÇÃO OU o culto ao amor e ao dinheiro na música pop brasileira.

0
10:55

Por: Cybernic

 

 

O tema "amor" é universalmente e historicamente o tema mais vestilado nas artes e na cultura ocidental, é recorrente e rarrismo encontrar um artista que não tenha tocado no tema pelo menos alguma vez. Não só o amor (homem e mulher) mas a relaçoes humanas em seus graus mais profundos em seu laços.

Trazendo expecificamente para a música e jogando uma lupa sobre a música pop nacional e até mesmo em boa parte da chamada "MPB" a temática define até toda a discografia de alguns artistas como o alagoano Djavan por exemplo.

Mas essa incenssante produção de composições que giram sobre o lirismo romantico remete a dois pontos centrais: ou se confessa que boa parte desses artistas estão eternamente apaixonados, o amor saí por seus poros quase que independentes ou é o tipo de fórmula que lhe irá garantir (ou pelo menos encaminhar) para o sucesso comercial.

Vide o soterramento de produções da industria fonografica, a fabricação de sub_estilos e a controversa mistura de estilo que permeia a mente de alguns músicos como base para sua ilusoria sensação de "novo". As bases para uma literatura pop de carater romantico (temas que giram sobre relacionamentos, separação, traição, sexo, brigas, amores partidos, paixões diversas) é a estrutura necessaria para que se forme um público e uma gama de artistas de pouco senso crítico e pouca ousadia.

Mas será que é necessária a crítica e a ousadia nas artes?

A música nacional é vendida (com o velho ufanismo global) como uma das músicas mais bem feitas no mundo. Sua mistura de ritmos, estilos é dita como uma das mais ricas desdos tempos da bossa nova. Aliás, essa, um dos movimentos mais abrangentes da música nacional em todo o mundo (chegando a influenciar o jazz e a própria música conteporanea até os dias de hoje) tem como uma das suas bases, o amor.

A qualidade da música nacional é indiscutivel. Alguns artistas da bossa nova influencia outros artistas em todo o mundo, o movimento tropicalia é um dos mais respeitados e é referencia numa época de transformaçao na cultura nacional, intensa mundanças universais, ditadura e ousadia. O movimento punk no brasil foi proficuo e ainda é nos dias atuais, com dezenas de bandas espalhadas pelas perefiria das cidades.

Mas a industrua da música de intretenimento, aliada a pouca vontade de alguns artistas de ir mais além, com a metéria sendo abarrotada nas rádios (numa especie de acordo temático vigente) rende pouco espaço para o melhor da música nacional.

Na verdade o que se vê nas radios, programas de Tv, festivais carnavalescos (dentro e fora de época) bandas de rock midiaticas e outras bandas (padoge, forró) cantores chamados de "sertanejos" e outros artistas/cantores diversos  é uma medriocre variação temática.

Na verdade, o que se vê é um ironico jogo de palavras com pseudo formas de falar/cantar/gesticular/expressar a mesma temática. É incrível a capacidade da música pop nacional em criar novas melodias assoviaveis e gesticular frases e versos como uma especia (roubando a frase do musico Tom Zé) de "plagiocombinação" enlouquecedora e demente.

Se produz novos duplas ou cantores sentanejos a cada temporada, a industria é inteligente e muda semanticamente a forma de vender esse "produtor" os jovens musicos sertanejos são chamandos de “sertanejos pop". Incrível uma país que teve bandas de rock relevantes consiga - no atual estado de coisas da música brasileira - que seu versos/refrãos sejam confundidos com qualquer refrão cantado por algum grupo de forró ou tecnobrega ou qualquer outra variação de ritmo de apelo mais popular.

A música brasileira é sim uma das mais ricas do mundo, sua ritmica é conteporanea, suas letras (quando não se reduz a temas medriocres e de pouca imaginação) conseguem render grandes e profundos versos, a língua portuguesa é capaz de surpreender com sua atemporalidade sensivel e singular.

Mas parace que alguns artistas e a induatria da música aqui nesse país não pensa da mesma forma. E para quem não tem acesso a outros meios, é soterrado com uma esquizofrenica forma de variação que se traduz em pouca vontade, cansaço ou simplesmente abraça a fórmula capaz de garantir o sucesso, esse, para alguns artistas, a verdadeira razão de fazer arte nos tenebrosos tempos da música pop brasileira.

0 comentários:

Wikileaks desmascara mídia brasileira

0
08:41

Aconteceu o que já era de conhecimento dos menos desavisados. A grande imprensa brasileira foi finalmente desnudada, com tudo comprovado em documentos oficiais e sigilosos. Quem ainda tinha motivos para outorgar credibilidade à estes veículos e seus jornalistas, não tem mais.

William Waack, da Globo, aparece nos documentos secretos

Novos documentos vazados pela organização WikiLeaks trazem à tona detalhes e provas da estreita relação do USA com o monopólio dos meios de comunicação no Brasil semicolonial. Um despacho diplomático de 2005, por exemplo, assinado pelo então cônsul de São Paulo, Patrick Dennis Duddy, narra o encontro em Porto Alegre do então embaixador John Danilovich com representantes do grupo RBS, descrito como "o maior grupo regional de comunicação da América Latina", ligado às organizações Globo.

O encontro é descrito como "um almoço 'off the record' [cujo teor da conversa não pode ser divulgado], e uma nota complementar do despacho diz: "Nós temos tradicionalmente tido acesso e relações excelentes com o grupo".

Outro despacho diplomático datado de 2005 descreve um encontro entre Danilovich e Abraham Goldstein, líder judeu de São Paulo, no qual a conversa girou em torno de uma campanha de imprensa pró-sionista no monopólio da imprensa no Brasil que antecedesse a Cúpula América do Sul-Países Árabes daquele ano, no que o jornalão O Estado de S.Paulo se prontificou a ajudar, prometendo uma cobertura "positiva" para Israel.

Os documentos revelados pelo WikiLeaks mostram ainda que nomes proeminentes do monopólio da imprensa são sistematicamente convocados por diplomatas ianques para lhes passar informações sobre a política partidária e o cenário econômico da semicolônia ou para ouvir recomendações.

Um deles é o jornalista William Waack, apresentador de telejornais e de programas de entrevistas das Organizações Globo. Os despachos diplomáticos enviados a Washington pelas representações consulares ianques no Brasil citam três encontros de Waack com emissários da administração do USA. O primeiro deles foi em abril de 2008 (junto com outros jornalistas) com o almirante Philip Cullom, que estava no Brasil para acompanhar exercícios conjuntos entre as marinhas do USA, do Brasil e da Argentina.

O segundo encontro aconteceu em 2009, quando Waack foi chamado para dar informações sobre as conformações das facções partidárias visando o processo eleitoral de 2010. O terceiro foi em 2010, com o atual embaixador ianque, Thomas Shannon, quando o jornalista novamente abasteceu os ianques com informações detalhadas sobre os então candidatos a gerente da semicolônia Brasil.

Outro nome proeminente muito requisitado pelos ianques é do jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva, d'A Folha de S.Paulo. Os documentos revelados pelo WikiLeaks dão conta de quatro participações do jornalista (ou "ex-jornalista e consultor político", como é descrito) em reuniões de brasileiros com representantes da administração ianque: um membro do Departamento de Estado, um senador, o cônsul-geral no Brasil e um secretário para assuntos do hemisfério ocidental. Na pauta, o repasse de informações sobre os partidos eleitoreiros no Brasil e sobre a exploração de petróleo na camada pré-sal.

Cai também a máscara de Fernando Rodrigues, da Folha

Fernando Rodrigues, repórter especial de política da Folha de S.Paulo, chegou a dar explicações aos ianques sobre o funcionamento do Tribunal de Contas da União.

Outro assunto que veio à tona com documentos revelados pelo WikiLeaks são os interesses do imperialismo ianque no estado brasileiro do Piauí.

Um documento datado de 2 de fevereiro de 2010 mostra que representantes do USA participaram de uma conferência organizada pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), na capital Teresina, a fim de requisitar a implementação de obras de infra-estrutura que poderiam favorecer a exploração pelos monopólios ianques das imensas riquezas em matérias-primas do segundo estado mais pobre do Nordeste.

A representante do WikiLeaks no Brasil, a jornalista Natália Viana, adiantou que a organização divulgará em breve milhares de documentos inéditos da diplomacia ianque sobre o Brasil produzidos durante o gerenciamento Lula, incluindo alguns que desnudam a estreita relação do USA com o treinamento do aparato repressivo do velho Estado brasileiro. A ver.

Hugo R C Souza

 

Blog Saraiva

0 comentários:

Artista é processado por vídeo que critica aumento salarial de deputado

0
12:13

 

Um músico gaúcho está sendo processado por ter criticado o reajuste de salário dos deputados estaduais do Rio Grande do Sul. Tonho Crocco, que já foi da banda Ultramen e hoje segue carreira solo, está sendo acionado por causa de seu rap “Gangue da Matriz”.

A “gangue” no caso são 36 parlamentares que concederam aumento de 73% a si mesmos em dezembro do ano passado (apenas 11 do PT e um do PTB votaram contra) A música motivou o deputado Giovanni Cherini (PDT) a enviar uma representação ao Ministério Público por “crime contra a honra”.

De acordo com matéria do site Sul 21, o deputado expressou “insurgência contra a manifestação espúria de Antonio Crocco, que enseja o presente pedido de providências ao Ministério Público Estadual”

0 comentários:

EUA bloqueiam celulares para impedir passeata contra a polícia

0
08:33

 

O sistema de transportes de São Francisco, nos EUA, foi atacado pelo Anonymous. O grupo atacou osite do sistema de Trânsito Rápido de São Francisco (Bart, na sigla em inglês) no domingo, e o serviço permaneceu fora do ar até segunda-feira, 15, com a mensagem “este site está no momento sob renovação”.

O ataque foi uma resposta à medida da direção do Bart de bloquear o funcionamento de celulares para tentar impedir um protesto. Um grupo de manifestantes havia planejado uma ação na quinta-feira, 11, em protesto ao assassinato de um homem por um policial no metrô. A polícia e a direção do sistema de transportes optaram pelo bloqueio para tentar impedir a manfestação.

A direção do Bart disse que a medida foi “uma de várias táticas para garantir a segurança de todos na plataforma”. Houve várias manifestações contra a medida, do Twitter à Eletrônic Frontier Foundation, que classificou a decisão como uma afronta à liberdade de expressão.

Depois, no sábado, o Anonymous anunciou a #OpBART para derrubar o site da empresa. A primeira ação foi divulgar informações de contato para que os usuários pudessem enviar e-mails de protesto; depois, além de desfigurar a página, o grupo também divulgou informações pessoais de pelo menos 2,4 mil usuários.

“Na Bay Area, temos visto pessoas sendo amordaçadas. E uma vez mais, o Anonymous tentará mostrar àqueles envolvidos com a censura como é ser silenciado. A #OperationBART é uma operação voltada para o equilíbrio. Você não censura as pessoas por causa da vontade delas de falar contra as ocorrências nocivas em volta delas. O Bay Area Rapid Transit tomou a decisão consciente de ordenar às várias companhias de telefonia que encerrassem seus serviços do centro, inibindo aqueles nessas áreas de usarem seus celulares – mesmo em caso de emergência”.

“Nós sinceramente esperamos que essa série de ações sirva como alerta à Bart e todas as organizações públicas dos EUA a não se envolverem nesse tipo de comportamento perigoso e violador dos direitos humanos”.

 

 

Link

0 comentários: